Helena Blavatsky

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Notas sobre "Pacto de Sangue"

E-mail Imprimir PDF
Avaliação do Usuário: / 1
PiorMelhor 
Índice do Artigo
Notas sobre "Pacto de Sangue"
Obras Completas de H.P. Blavatsky, Volume 8 Pag 252
Todas Páginas

Obras Completas de H.P. Blavatsky, Volume 8 Pag 251

[Lúcifer, vol. I, no 3, novembro de 1887, p. 216-225]

[O autor, Gerald Massey, um eminente egiptólogo, envia uma crítica erudita de um trabalho de H. Clay Trumbull, intitulado The Blood-Covenant; a Primitive Rite and its Bearing on Scripture (Pacto de Sangue — Um Rito Primitivo e o Apoio das Escrituras). Este trabalho contém uma massa de dados de uma ampla gama de origens sobre o antiquíssimo ritual do pacto feito pela intertransfusão de sangue. O crítico desaprova a interpretação do Dr. Trumbull de que a idéia-raíz deste pacto seria de uma "interunião das naturezas espirituais pela intermistura do sangue com vistas a uma intercomunhão com a deidade". Ele diz: "o Dr. Trumbull cita os egípcios como testemunhas da veracidade de sua interpretação. Mas longe de sua mais elevada concepção de "uma união com a natureza Divina pelo interfluxo e interfusão de sangue, a alma do sangue era a mais inferior, isto é, a primeira de uma série de sete almas! Sua alma mais elevado era o sol que vivificava para sempre, chamado Atmu, a Alma Pai... Do começo ao fim o autor confunde o passado com o presente, e interpreta o presente com base no passado". A este parágrafo, H.P.B. apensou as duas notas seguintes:]

Os teosofistas devem lembrar-se que "sete almas" é o que chamamos de "sete princípios" no homem. "Sangue" é o princípio do Corpo, o mais baixo em nosso setenário, assim como o mais elevado é "Atma", que bem pode ser simbolizado pelo Sol; Atma é a luz e a vida para o homem, assim como o sol físico é a luz e a vida de nosso sistema solar.

__________

A doutrina arcana ensina que os ritos de "sangue" são tão antigos quanto a Terceira Raça-Raiz, tendo sido estabelecidos em sua forma final por volta da Quarta raça-Mãe em comemoração da separação da humanidade andrógina, seus antepassados, em masculina e feminina. O Sr. G. Massey é um erudito rigoroso, que se atém apenas àquilo que lhe é evidente, ignorando a divisão ocultista da